SEO & Curadoria de Conteúdos

SEO & Curadoria de Conteúdos

Muito se tem falado ultimamente acerca da curadoria de conteúdos e como esta desempenha um papel fundamental numa estratégia de marketing digital. Neste artigo explicamos em que consiste e como se pode pôr em prática uma estratégia inteligente de curadoria de conteúdos de forma a ganhar visibilidade nos motores de pesquisa e aumentar significativamente o tráfego de um website.

Uma estratégia de curadoria de conteúdos inteligente pode fazer com que uma marca se torne uma fonte credível de informação (porque reconhecida entre os influenciadores do sector), ganhe maior visibilidade nos motores de pesquisa e consequentemente aumente o tráfego do website. Para além disso ainda permite angariar leads e aumentar a fidelização.

Para fazer curadoria de conteúdos é fundamentalmente pesquisar, organizar e recolher os melhores conteúdos (textos, fotos, vídeos, ferramentas, posts, etc) sob um determinado tema e partilhá-los com uma audiência ávida por consumir esse tipo de informação específica. Mas a curadoria de conteudos deve passar por algo mais que a simples reprodução do conteúdo que já existe de forma a enriquece-lo.

Ao contrário do que possa parecer, fazer curadoria de conteúdos exige algum tempo e paciência mas não é uma tarefa complicada se existir um método que seja fácil de pôr em prática. Aqui ficam algumas dicas sobre o processo e as ferramentas mais adequadas.

Pesquisa de Conteúdos

Seleccione as palavras-chave que dizem respeito ao seu negócio e crie alertas no Google Alerts (serviço gratuito) ou no Mention (serviço pago com 1 mês de experiência) para receber notificações sempre que haja novos artigos sobre esse tema na internet.

Dica: Se escolher temas demasiado abrangentes deve especificar melhor as palavras-chave dos seus alertas - excluindo palavras associadas que não interessem ou afunilando a pesquisa, por exemplo definindo que só quer receber notificações de sites em português ou que só pretende os melhores artigos - para não ser bombardeado com demasiada informação.

Outra forma excelente de saber quais são os artigos mais populares é fazer uma pesquisa por palavra-chave na ferramenta Buzzsumo (gratuita). Aqui consegue ver, não só quantas partilhas esse artigo teve nas várias redes sociais, como também pode gravar essa informação e seguir os influenciadores com maior page rank ou autoridade na web.

Crie contas em sites como o Scoop.it, Digg ou StumbleUpon (todos gratuitos para contas pessoais). Estas plataformas, para além de ajudarem a descobrir artigos interessantes, permitem-lhe organizar todos os conteúdos e, caso queira dar acesso às suas contas nas redes sociais, também permite partilha-los em várias redes sociais ao mesmo tempo.

Fique atento a tudo o que passa à sua volta na internet, a toda a hora. Isso não é difícil se aplicar o mesmo exercício de pesquisa às redes sociais (como o Pinterest por exemplo), revistas online ou outros sites que visita actualmente. Sempre que encontrar um novo site com artigos interessantes, adicione o URL aos seus bookmarks, subscreva a newsletter, receba os RSS feeds ou siga-os nas redes sociais para ser notificado sempre que surjam novos conteúdos.


Recolha e Partilha de Conteúdos

Esta é a fase mais dispendiosa porque implica ler regularmente os vários conteúdos que vão surgindo, recolher os mais relevantes, (re)interpretar e partilhar nos vários canais. Com as plataformas de curadoria de conteúdos que indiquei acima, este processo é simplificado porque pode não só pesquisar como recolher e partilhar imediatamente sem sair do site. O mais importante é adicionar valor ao conteúdo recolhido, seja através de um post - onde emite a sua opinião sobre o artigo, apresenta um breve resumo ou relaciona ideias - ou de um artigo de blog.

Se o seu objectivo for criar tráfego orgânico para o seu website deve sempre optar por escrever um artigo de blog com base no conteúdo recolhido e citar as fontes. Esta estratégia é mais eficaz porque permite-lhe ganhar notoriedade, aumentar o ranking do seu website nos motores de busca e fortalecer o link building. Mas para o conseguir deve ter noção do que pode ou não contribuir para o SEO, caso contrário poderá vir a ser prejudicado pela Google.

De acordo com Jayson DeMers, a qualidade dos sites para os quais vai fazer link é extremamente importante para o SEO e por isso deve analisar a credibilidade e reputação das fontes que pretende citar (para evitar ter links para sites que não sejam respeitados pela Google). Também deve evitar ter links “nofollow” ou repetir a mesma fonte várias vezes porque o Google gosta de variedade.

Se não tem muito tempo para (re)construir o conteúdo pode optar por colocar excertos do artigo original com links para a fonte. Isso não o irá penalizar uma vez que, de acordo com pesquisas efectuadas por Bruce Clay, a curadoria de conteúdos pode ter um desempenho igual ao conteúdo totalmente original, desde que seja escolhido cuidadosamente e acompanhado por conteúdo que acrescente valor.

Agora que já tem uma ideia do que é a curadoria de conteúdos e de como esta pode ser útil para impulsionar o seu website, arranje um tempo para conhecer melhor as ferramentas e ponha mãos à obra!