Tudo o que sempre quis saber sobre SEO e não sabia a quem perguntar

Tudo o que sempre quis saber sobre SEO e não sabia a quem perguntar

Acha que já devia saber o que significa SEO? Nós traduzimos por miúdos.

O que é o SEO?

SEO significa Search Engine Otimization, ou seja, optimização para motores de busca e permite que o seu site consiga melhores classificações nos motores de pesquisa. O marketing orgânico faz com que motores de busca como o Google - o principal ponto de partida nas navegações web - o Yahoo ou o Bing apresentem o seu site nas posições mais favoráveis das pesquisas orgânicas sem que tenha de pagar para isso.

Para que serve?

Dar visibilidade ao seu website e trazer tráfego. O objectivo principal deve ser o de posicionar o seu website na primeira página das pesquisas e, de preferência nos primeiros resultados. Isto porque estudos recentes indicam que cerca de 70% da navegação dos utilizadores se restringe apenas aos sites que aparecem na primeira página da pesquisa, sendo que os primeiros resultados são considerados, de forma intuitiva, como "as melhores empresas".

Quem deve investir em SEO?

Todas as empresas, profissionais, veículos de comunicação e entidades que queiram que o seu site seja encontrado por pessoas à procura de termos relacionados com a sua actividade. 

É possivel negociar com a Google para aparecer em primeiro lugar?

Não, e se já lhe venderam este serviço é porque foi enganado. Se estiver interessado em optimizar o seu website contacte profissionais que o ajudarão a planear uma estratégia eficaz e a desenvolve-la da melhor forma.

Qual é a primeira coisa a fazer?

A pesquisa por palavra-chave é uma das partes mais importantes de qualquer estratégia de SEO - é a fundação sobre a qual tudo se vai construir. Por isso se o seu website tiver sido construido em flash, esqueça o SEO ( do que precisa é mesmo de um website novo em HTML). A estratégia de SEO começa sempre com a identificação/definição das palavras-chave (gerais e/ou especificas) que pretende que os motores de busca associem ao site da sua empresa.  Depois há que inserir essas palavras no website de forma apropriada e fazer com que os motores de busca saibam que o seu website é mencionado e procurado, ou seja, que é importante para os utilizadores. 

Posso ser melhor posicionado se a minha empresa prestar serviços mais qualificados que a dos meus concorrentes?

Pode, mas só se a sua página for relevante em termos de conteúdo e conexões web. E aí são os utilizadores que vão dizer se o seu website é importante para eles ou não.

Investi em SEO apenas durante umas semanas e não consegui resultados, não é imediato?

Não, o investimento em SEO não deve ser substimado e tem de ser encarado a médio/longo prazo porque este só se reflecte em termos de vendas, contactos ou acessos se a sua estratégia for consistente, duradoura e up-to-date. Convém estar sempre atento às mudanças no mercado, ao investimentos de concorrentes e às alterações no algoritmo de busca da Google. 

Ok, se tenho de ter conteudos então vou criar um blog!

Boa ideia - a produção de conteudos é fundamental para o SEO mas não vale copiar textos ou escrever artigos irrelevantes. Há que produzir textos interessantes, bem escritos, que informem os seus clientes. Por vezes não é necessário ter um blog para ser uma mais valia. 

Então é só isso - só tenho de criar conteudos interessantes?

Para além disso é preciso adoptar algumas técnicas para que o Google leia o conteudo com mais ‘facilidade’ (SEO On-page) ou mostrar relevância através de links internos e externos (a isto chama-se link building).  E no link building é preciso ter atenção - uma técnica errada pode levar a que o Google penalize o seu website. 

Que factores usa o Google para atribuir um ranking ao meu website?

Esta é uma pergunta complexa porque o Google utiliza vários factores - apenas alguns são revalados e os que se conhecem mudam periodicamente. Actualmente os factores mais importantes são: criação de conteudo original, idade do domínio, descrição das page titles, quantidade e qualidade de links que direccionam para o site, código semântico, velocidade de carregamento da página, networking, parcerias, integração com as redes sociais entre outros factores.

Mais alguma pergunta? Nós respondemos!

Crédito fotografia: Ervega via photopin cc

Google